Blog | Notícias

concurso

I Concurso Hispano-luso Micogastronómico

I Concurso Hispano-luso Micogastronómico tem lugar de 29 de novembro a 9 de dezembro de 2013 em restaurantes de Zamora, Salamanca e Nordeste Transmontano.

Poderão aceder a mais informação sobre este concurso em:

http://www.laopiniondezamora.es/especiales/vamosdesetas/

E através da aplicação de telemóvel com sistema android que já está disponível. Pode ser utilizado o código dibi ou pesquisar por setas Zamora.

O Restaurante Típico D. Roberto, participa neste concurso com a tapa Lombo de porco bísaro com cogumelos e pasta de azeitona. Venha provar esta verdadeira delícia.

Dia do Parque Natural de Montesinho /30Agosto

 

“A riqueza natural e paisagística do maciço montanhoso Montesinho – Coroa e os valiosos elementos culturais das comunidades humanas que ali se estabeleceram justificam que urgentemente se iniciem ações com vista à salvaguarda do património e à animação sócio – cultural das populações”.
Constitui este parágrafo o início do preâmbulo do Decreto-Lei nº 355/79, de 30 de agosto, que classificou a parte norte dos concelhos de Bragança e Vinhais como Parque Natural. Este estatuto justificava-se, assim, face aos valores naturais, paisagísticos e humanos da região, à recetividade das autarquias locais para a salvaguarda do património dos seus concelhos e freguesias e às potencialidades de recreio e desporto ao ar livre que a região possui.
Na área do PNM existem populações e comunidades animais representativas da fauna ibérica e europeia ainda em relativa abundância e estabilidade, incluindo muitas das espécies ameaçadas da fauna portuguesa, bem como uma vegetação natural de grande importância a nível nacional e mesmo mundial que, associadas à reduzida pressão humana verificada em quase todo o seu território, permite que grande parte dos processos ecológicos evoluam em padrões muito próximos dos naturais. Todos estes valores, exemplares em termos de conservação da Natureza, justificam a aplicação de medidas de proteção adequadas a uma zona que constitui património nacional e europeu.

pme

A.Montesinho líder do Turismo

A A. Montesinho foi, distinguida, pelo segundo ano consecutivo, com o estatuto de PME Líder do Turismo.
Na carta hoje recebida do Turismo de Portugal, IP, pode ler-se:
“É com imenso prazer que felicitamos a vossa Empresa pela renovação em 2013 do Estatuto de PME Líder, atribuído no âmbito do Programa FINCRESCE, e que distingue as empresas nacionais com perfis de desempenho superiores.

per3

PR3 – Percurso Porto Furado – Montesinho

Conforme prometido, continuamos a mostrar-vos os belos percursos marcados do Parque Natural de Montesinho.
Desta feita, apresentamos-vos o P3 – Porto Furado, com saída apartir da aldeia de Montesinho.

Acesso: estrada nacional 103-7 a partir de Bragança.
Ponto de partida e de chegada: aldeia de Montesinho.
Extensão: 7,763 km.
Duração aproximada: 3h.
Dificuldade: média.
Cota mínima / máxima: 1000 m / 1280 m.
Apoios: folheto. Restaurantes em Montesinho, Rabal e Bragança. Alojamento em Montesinho, Bragança, bem como nas casas do PNM ou nas casas privadas de turismo.

Breve descrição

percurso a pe

Gosta de andar a pé?

A partir de hoje começamos a sugerir-lhe alguns dos belos percursos que pode fazer pelo Parque Natural de Montesinho.
Começamos precisamente por Gimonde, e pelo Percurso do Malara.
PR8 – Malara
Parque Natural de Montesinho (PNM). Percurso pedestre de Pequena Rota (PR), circular, do Malara (designação que toma o rio Onor no seu troço final). Breve descrição. Mapa.

Breve descrição

Acesso: estrada nacional 218 a partir de Bragança.
Ponto de partida e de chegada: parque de merendas de Gimonde.
Extensão: 12 km.
Duração aproximada: 4 h.
Grau de dificuldade: médio.
Cota mínima / máxima: 510 m / 665 m.
Apoios: restaurantes em Gimonde e Bragança. Alojamento em Gimonde e Bragança, bem como nas casas do Parque ou em casas privadas de turismo.

Voltar ao Topo