O que ver na região de Trás-os-Montes

Portugal apresenta uma paisagem diversificada, das planícies alentejanas até ás praias, das principais cidades de distrito até ás aldeias históricas, os monumentos nacionais, os parques naturais, a gastronomia e tradições de cada região. Aqui, apresentamos sugestões para visitar cada distrito de Portugal continental e ilhas da Madeira e Açores.

parque-natural-montesinho

O que ver na região de Trás-os-Montes

Portugal apresenta uma paisagem diversificada, das planícies alentejanas até ás praias, das principais cidades de distrito até ás aldeias históricas, os monumentos nacionais, os parques naturais, a gastronomia e tradições de cada região. Aqui, apresentamos sugestões para visitar cada distrito de Portugal continental e ilhas da Madeira e Açores.

mascararte

Mascararte 2017

De 30 de Novembro a 5 de dezembro, realiza-se em Bragança a Mascararte, VIII bienal da Máscara.
Do programa constam várias atividades com vista à valorização e preservação deste património cultural transmontano.

Saiba mais ( C.M. Bragança | Mascararte)

rota da terra fria

Reservar Escapadinha da Rota da Terra Fria

(via Reservar | Rota da Terra Fria)
Agora já pode reservar a sua escapadinha na Rota da Terra Fria Transmontana, através da A. Montesinho.
Chegou a altura de fazer as pazes com a vida ao ar livre, respirar fundo os aromas da natureza, retomar o hábito das caminhadas e, sobretudo, renovar os estados de espírito. Se procura uma ideia diferente para aproveitar, de sol a sol, estes dias amenos, a Rota da Terra Fria Transmontana tem o melhor para si.
Aproveita e reserve já a escapadinha de primavera:
2 noites/3 dias

1º DIA
Check-in no estabelecimento de alojamento aderente.
Receção de boas vindas com entrega de “Maxi box” da Rota.
Jantar em restaurante aderente – Ementa “Escapadinhas na Rota da Terra Fria Transmontana”: trio de entradas regionais/prato de gastronomia regional da época/doçaria regional.

Carta Europeia de Turismo Sustentável promete atrair turistas ao Parque Natural de Montesinho

Foi assinada ontem a Carta Europeia de Turismo Sustentável do Parque Natural de Montesinho. A assinatura decorreu no Teatro Municipal de Bragança e envolveu 30 entidades.
Um documento preparado pela Associação Parques Com Vida e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas. Francisco Braz, presidente da Parques com Vida, explica que este tipo de documento está a ser desenvolvido simultaneamente por quatro parques naturais da região Norte, de forma a prover a divulgação de atividades nestas áreas protegidas.

Castelo de Bragança - o que ver em braganca

O que ver em Bragança?

Bragança é a capital da região de Trás-os-Montes, no Nordeste de Portugal. Esta região remota e montanhosa oferece cenários únicos, vilas históricas, paisagens naturais e uma gastronomia riquíssima. Bragança está situada no extremo do Parque Natural de Montesinho – uma das zonas florestais mais selvagens da Europa, com uma enorme diversidade de fauna e flora.
Os habitantes têm um modo de vida tradicional, especialmente nas cidades e vilas mais pequenas, como Miranda do Douro, Mogadouro, Torre de Moncorvo e Freixo de Espada à Cinta. A vida quotidiana não sofreu muitas alterações durante séculos e estas vilas isoladas possuem uma beleza rústica muito própria. A região é especialmente bonita na Primavera, quando um manto branco de amendoeiras em flor cobre os vales. A vizinha Mirandela é conhecida pelas suas carnes e alheiras, mas poderá encontrar especialidades locais um pouco por toda a região.
As celebrações do Carnaval em Trás-os-Montes são vibrantes e plenas de tradição. Os festejos prolongam-se durante os dias que antecedem a Quarta-feira de Cinzas, e incluem trajes vistosos, desfiles animados e música tradicional, atraindo visitantes de todo o mundo.

Locais a Visitar

Parque Natural de Montesinho (Bragança)
O Parque Natural de Montesinho é uma das maiores áreas protegidas de Portugal, estendendo-se por mais de 75 000 hectares e com uma altitude superior a 1500 metros. As vastas florestas geram habitats para muitas espécies, incluindo o lobo, o javali e a águia-real. Por todo o parque, poderá visitar muitas aldeias que oferecem uma fascinante combinação de paisagens humanas e naturais. O parque é ideal para fazer caminhadas.

Cidadela (Bragança)
Situada numa colina sobranceira à cidade, esta cidadela bem preservada foi construída no século XII por monges beneditinos. Foi reconstruída e reforçada em finais do século XIV, e no interior das suas muralhas encontram-se edifícios invulgares, como a imponente Domus Municipalis, a Igreja de Santa Maria e o impressionante pelourinho gótico.

Procura um lugar tranquilo para férias em Bragança?

A Quinta das Covas, situada na aldeia de Gimonde, em pleno Parque Natural de Montesinho, é o lugar ideal para uns dias de descanso em contacto com a natureza.
Localizada a apenas 6 km de Bragança, na Quinta das Covas, pode usufruir da gastronomia transmontana, como é o caso dos enchidos de porco bísaro, do cordeiro Bragançano, entre muitas outras iguarias.
Com uma grande área verde, poderá ainda fazer percursos BTT, pedestres, mergulhar na piscina, ou simplesmente relaxar, na sauna e no jacuzzi.

Faça já a sua reserva em: A.Montesinho

cidadela

Roteiro para 2 dias em Bragança?

As férias estão aí, tempos de descanso, momentos de partilha em família ou com os amigos e muita diversão.

Hoje deixamos-lhe uma sugestão de um roteiro, para que possa tirar o máximo partido da sua visita a Bragança

1 – Praça da Sé e Igreja da Antiga Sé
Se visita Bragança de carro, comece por estacionar no centro da cidade. Há um parque de estacionamento subterrâneo na Praça Camões.
O roteiro começa na Praça da Sé e na Igreja da Antiga Sé. Se aprecia património religioso há em Bragança um percurso pelas igrejas históricas da cidade. Saiba mais.
Depois desta visita, desça pela rua direita vai-se cruzar com a Igreja de São Vicente, e comece a subir para o Castelo de Bragança.

festa da historia

Festa da História | Bragança | 14 a 17 de Agosto de 2015

Em 2015 a Festa da História, realiza-se em Bragança de 14 a 17 de Agosto.

Primeira Carta de Feira a Bragança (1272)

O posicionamento fronteiriço de Bragança constituiu um elemento preponderante no curso da sua história e no fluir dos acontecimentos que se perdem em tempos de reconquista, quando os homens manejavam espadas e na liça se olhavam olhos nos olhos. A história medieval de Bragança é a história da tentativa de instituição de um centro regional dominante na mais periférica zona do reino. É o que transparece da análise da Carta de Feira outorgada à cidade de Bragança por D. Afonso III em 1272.
A atribuição da Carta de Feira a Bragança reforça a necessidade de afirmação económica da cidade ordenando a realização de uma feira anualmente ao longo de 15 dias, oferecendo proteção jurídica e física a quem vendia e a quem comprava durante o período da feira.

Voltar ao Topo